Iguaba Grande será pioneira na Região em projeto de assistência às mulheres que sofrem violência – Prefeitura Municipal de Iguaba Grande

Iguaba Grande será pioneira na Região em projeto de assistência às mulheres que sofrem violência

Projeto conta com Centro Especializado de Atendimento à mulher e Abrigo Regional de Permanência Breve

Na última sexta, dia 18, a Prefeita Grasiella Magalhães se reuniu com a Subsecretária Estadual da Mulher, Cristiane Lamarão, a Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Iguaba Grande Margoh Cardoso e a coordenadora do Centro de Referência ao Idoso (CRI), Márcia Soares. O objetivo da reunião foi para dar os primeiros passos para a criação de um Centro Especializado de Atendimento à mulher, e do Abrigo Regional de Permanência Breve para mulheres vítimas de violência.

O Centro Especializado de Atendimento à mulher tem o objetivo de levar orientações às mulheres através dos serviços de Psicólogos, Assistentes Sociais e Advogados, e será destinado para receber às mulheres do município. Já o Abrigo Regional de Permanência Breve para mulheres vítimas de violência será uma parceria entre alguns municípios da região e visa atender a mulher que já reconheceu a agressão, já fez a denúncia e precisa sair de casa.

Segundo a presidente da OAB, Margoh Cardoso, a maior violência que existe no Município, é a violência doméstica. “Não podemos aceitar que, nos dias de hoje, as mulheres sejam vítimas da violência mais cruel que existe, que é a praticada dentro de casa, por aquela pessoa escolhida para partilhar a vida”, afirmou Margoh.

O projeto está estruturando uma rede de atendimento para que a mulher possa ter todo o apoio. Para isso, alguns parceiros estão sendo convidados, como a Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública e Ministério Público.

Texto: Júlya Costa

Foto: Felipe Lopes